sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

no bar...

.
... onde o M. trabalha, pode se tornar num filme bastante interessante, pelo menos para mim e, acho que também para alguns que não estão familiarizados com a night da Noruega.
Eu já cá estou há quase 1 ano (faz na próxima semana) e ainda não me habituei aos excessos (para mim excessos, podem não ser para outros) o que por aqui se vê.

Já vos falei do sentimento que os noruegueses nutrem pela bebida. Saem de casa já bem bebidos, porque beber fica muito caro, e então já vão como esponjas. E elas também, claro!
Chegam ao bar bem aviados, mas mesmo assim vão bebendo ainda mais. É a loucura total! Pois eles transformam-se! Quero eu dizer que, durante a semana são muito calmos, não bebem, e quando chega o fim-de-semana, o pessoal fica maluco! Mesmo!
É a perdição total.

Bem, mas isto foi um aparte, agora o filme:
Um homem no bar, muito simpatico, a pedir bebidas como se não houvesse amanhã! Sacava de um monte de notas que tinha no bolso e despejava-as em cima do balcão á medida que ia pedindo.
Bebe até ficar bastante acelerado e sai do bar. De repente, alguém chama o M. e mais alguns para virem ajudar a tirar uma pessoa que se tinha atirado à água!!!
Sim, o homem simpático, e "podre de bêbedo" atirou-se ao Pollen. Escusado será dizer que a água estava gelada, geladissima, o homem quase em hipotermia e as notas espalhadas pela água. Poderia ser até um filme de Almodóvar.
Mas esta não é a única passagem caricata no bar. Existem muitas outras que vou tentar relatar em posts futuros.

1 comentário:

Eva e Pedro disse...

Olá Eduarda. Parabéns pelo blog. Sinto exacatamente o mesmo face aos Ecoceses/Ingleses. Bebem como se não houvesse amanhã, pura e simplesmente para descontrairem e se poderem abraçar, rir... Faz alguma confusão!

E.