domingo, 4 de janeiro de 2009

de volta

.
Estou de volta ao Norte. 
Fiquei contente, pois o que seria uma estadia, em Portugal, de 23 a 28 de Dezembro, prolongou-se até 2 de Janeiro. Mais tempo para os meus pais, e para os amigos (pensava eu), e tempo, também, para ver os saldos ou comprar coisas boas para trazer. Planos estragados! Quer dizer, não havia planos, já que a estadia foi prolongada porque á ultima da hora comprei os bilhetes para dia 2, não olhando a mais nada, apenas ao tempo que iria estar na "minha terra" e na qualidade de tempo que iria ter para "matar" saudades.
Pois, meus amigos, não fiz nada do que vos disse em cima. Só a parte de passar mais tempo com os meu pais é verdade, porque de resto foram uns dias para esquecer. Uma correria só, para o Notário, para as Finanças (somando o tempo que lá estive = 4h30), para o meu apartamento (que está alugado, mas com problemas de infiltração e humidade), enfim, um fim de ano com muitos nervos a mistura. Mas como sempre ouvi dizer, um ano que acaba mal, um novo ano tem que começar bem. Fico a aguardar o que as estrelas me reservam :)
Mas o engraçado é que não começou lá muito bem. Na sexta-feira, deveriamos ter apanhado o autocarro das 23h para casa, mas por azar (ou a Eduarda não viu bem o horário da "carreira"), esse autocarro das 23h só existe ao Domingo!! Oooops! Lá tivemos, eu e o M., que ficar no hotel fatela ao lado das bombas da Shell.
Ontem pela manhã apanhamos o primeiro autocarro e o que interessa é que chegamos bem.
Desculpem só agora actualizar o blog, mas a falta de tempo e inspiração foram os culpados.

Agora um pequeno texto para os meus amigos:
Desculpem os amigos que não vi, alguns falei por telefone, outros receberam o meu postal (jurei a mim mesma que não escreveria um unico email a desejar Feliz Natal e que escreveria um postal a cada um de vós - espero que o tenham recebido, pois foi com muito carinho que os fiz), mas o que interessa é que aqui vos escrevo e estão no meu pensamento.

Voltar a Portugal, desta vez, teve um sabor estranho. Talvez por não ter feito nada do que gostaria, ou porque, agora que vivo noutro país, e que por acaso é bem mais calmo, sinto que já não faço parte daquele bulíçio. Não me levem a mal no que vos digo, até porque adoro voltar ao Porto e ouvir a minha língua, melhor, ouvir a pronuncia do Norte! Mas algumas coisas me estranham... Ou eu estarei uma estranha... Não sei bem descrever esta sensação.
Isto de ter agora 2 moradas, 2 cidades, 2 lares, sim, porque já sinto quando chego aqui, que é a minha casa. Embora continuo a dizer que a Noruega não é perfeita, não é um Paraíso, é um país onde me sinto bem, onde há qualidade de tempo, mas Portugal, é o meu país!
Bem, não me vou alongar mais, o jantar espera-me.


12 comentários:

Marshmallow disse...

Bem -Vinda!
Sim, com o tempo, essa sensação é mesmo inevitável...
Bjinhos e um excelente 2009.

balexandre disse...

por duas vezes regressei a PT, a 1ª subscrevo o que dizes, na 2ª vez, assustei-me, pois foi pior, acheio tudo estrenho, o conduzir na estrada então tinha enormes arrepios (e eu que conduzo já há mais de 14 anos), a confusão para tudo, os centros comerciais cheios, tudo tudo... era esquisito!

digo por diversas vezes que sou portugues com muito orgulho, mas... depois de ver o que há aqui, chego lá e fico triste, pois um povo que já foi dono de meio mundo, "podiamos" ser bem melhores! (mas só depois de estar fora, é que noto diferença, que vejo que eu próprio fazia mal... enfim...)

o que vale são os amigos, as praias, e a maravilhosa comida :D

que nem aqui nem em lado nenhum poderão um dia ser melhores ;)

Maria Inês disse...

:) bom ano!

Tiago disse...

Olá Eduarda!

Tenho 18 anos, estudo em Portugal e gostava de viver na Noruega...

Há já algum tempo que acompanho o teu blogue, mas ainda não o li todo!

Achei bastante interessante a tua expressão "qualidade de tempo" que usaste neste último artigo. Que quiseste dizer com isso?!

Aguarda por mais contactos,
Tiago : )

maria disse...

"Qualidade de tempo".. como eu te entendo, Eduarda!
Bem-vinda ao (teu) blog e bom ano para os 2!

*maria

celeste pedro disse...

bom ano linda! pois, já estava a ficar preocupada com a tua ausência... desde o dia 29 que venho aqui de manhã e à noite na experança de te ler...! :)
recebi o postal e adorei, claro, recebeste a minha carta? acho que vais demorar uns dias a decifrar tudo aquilo! :) grande ano para vocês os dois! e saudades que crescem, crescem!!

Olga disse...

Olá, amiga!
Tive pena de não de ver, mas já foi bom sentir-te próxima. Espero que tenhas regressado com tudo resolvido.
Beijo grande e um feliz Ano Novo!

Vitor Az disse...

Olá!
Bom ano para ti!
Que realizes todos o desejos, mas que as surpresas sejam o melhor do novo ano.
Quase sempre as expectativas superam largamente a realidade, para a próxima vem sem elas! (e no verão claro!)
Abaixo o Natal!!!
Beijos
v

ei! kumpel disse...

Bom Ano Eduarda!

Já tinha saudades de te ler... conheço essa sensação de limbo... é estranha, mas quando se está feliz passa num instante!

um beijinho,
idaisy

Eduarda Magalhães disse...

Obrigado a todos :)))
Um Feliz 2009 para todos :)))
Sejamos mais felizes, com mais simplicidade, menos consumismo, mais amor e menos rancor!!!!!
Eduarda*

Xu disse...

Olá Eduarda! :) Bem vinda!!!
Já estava com saudades de te ler. Já tinha vindo aqui há uns dias e hoje fico contente por saber que está de volta e que temos mais posts para ler! ;)

Um Feliz 2009! :D

xinhus
xu

p.s Obrigada pela visita! :)

J. disse...

é uma sensação estranha, também sinto o mesmo. quero chegar a lisboa e passar o tempo como se ainda vivesse la. mas precisamente por isso, porque ja nao la vivo (apesar de la ter tudo, a familia, os amigos, a casa mas sobretudo as minhas referencias, a minha historia) acabo por tentar fazer tudo ao mesmo tempo e quando regresso aos alpes tenho a impressão de não ter aproveitado tanto como queria... ao mesmo tempo é bom voltar, porque as minhas coisas e a minha nova vida estão aqui...

bom ano! ;)