terça-feira, 6 de janeiro de 2009

caixa do correio

.
Já vos tinha aqui falado que tivemos que comprar uma caixa para o correio, e claro, mudança de casa, toca a trazer a nossa caixita. Tudo muito bem. O nosso senhorio é um porreiraço e disse-nos que podiamos coloca-la onde tivessemos espaço. Asim fizemos. 
Uma pequena nota: fora do centro da cidade, as casas estão mais distantes umas das outras, e não sei bem a razão, talvez para facilitar o carteiro, as caixas de correio ficam juntas (tipo os apartados em Portugal) num determinado local (mais ou menos a meio de, talvez do quarteirão ou de um determinado perimetro...olhem, não sei, mas percebem, não é?).
Continuando, fomos para Portugal, e tudo bem. Quando voltamos, fui ao correio e eis o meu espanto, a nossa caixa tinha sido mudada de sitio... hummmm! 
Fui a casa do nosso senhorio, mesmo ao lado da nossa, pois ele tinha guardado o nosso correio durante a nossa ausência, e disse-nos que um dos vizinhos que tinha lá ido a casa e que fez um "festival" por causa da nossa caixa... A minha cara de tacho! Perguntou se tinhamos tirado a caixa dele e colocado a nossa?!?! E mais, se tinhamos explodido com a caixa dele?!?!?!!?!?! Acham isto normal?!?! Ao que parece, alguém, durante a noite de ano novo, explodiu com a caixa do tipinho (hihihi...) O M. ficou fulo, o comentário dele: "O gajo pensa que viemos de um pais de terceiro mundo ou de qualquer lado em que não sabemos o que é civilização" (desculpem o desabafo, não é para levar a mal o "terceiro mundo", que cá para nós, estes pouco sabem sobre civismo - pronto, alguns!)

Grrrrrrrrr... como veem, não é um País perfeito!

15 comentários:

Marshmallow disse...

:D
Desculpa mas não posso deixar de rir!!! É verdade, os gajos acham mesmo que somos estúpidos...aqui é igual.Tenho uma colega que a imagem que ela tem de Portugal(sem nunca lá ter ido, repara!)é de um país "Terceiro Mundo".

Xu disse...

Á parte o aborrecimento da "coisa", eu ainda me estou a rir com o episódio! Muito bom!

xinhus
xu

J. disse...

por aqui também pensam cada uma (sobretudo os que nunca foram a portugal) ja chegaram a perguntar a uma amiga minha se havia praias e universidades em portgal... e ainda pensam que as mulheres têm bigode, vestem-se de preto e transportam coisas em cima da cabeça... os media também não ajudam muito, quando falam de portugal é para mostrar os incendios ou inundações e o mapa acaba em espanha, sendo que a senhora da metereologia se põe em cima de portugal e depois fala dali para a frente...

ei! kumpel disse...

pois, como te compreendo... há mesmo pessoas com pouca abertura a pessoas de outras origens e percebo bem o comentário do M., o meu teria sido bem parecido!

Olha bem feita para o tipinho, com um feitio desses ainda bem que alguém explodiu a caixa do correio dele ah ah ah :P

S. disse...

— Foram os estrangeiros! A culpa é dos estrangeiros!! Queimem os estrangeiros!!
Eehehee... afinal a Noruega tem o seu quê de Portugal. :)

Eduarda Magalhães disse...

Riam-se, riam-se, eu também me ri quando ele me disse que fizeram a caixa dele explodir...pensava que ele estava a brincar ou que eu não percebi bem o que disse. :)))
Mas francamente, devemos ser vistos como macacos ou homens das cavernas... Será que eles me veem com umas folhinhas a tapar-me as partes intimas?!?! :)))

Xu disse...

"Será que eles me veem com umas folhinhas a tapar-me as partes intimas?!?!"
AHAHAHAHA. Eduarda, muito bom!!!!!

Tenho de perguntar ao meu "conhecido-viking" qual é a opinião dele (ainda vamos acabar ao "estalo"!) ihihihihih


xinhus
xu

Gabriel Reis disse...

É que nos paises nordicos (eu vivo na Dinamarca), estes tipos tem tradição de rebentar com as caixas do correio no fim do ano. Juntando isso ao complexo de perseguição do vizinho, teve que obrigatoriamente arranjar um culpado.PARABÊNS!
Sais-te tu na rifa!

Sofia disse...

Olá, chamo-me Sofia tenho 15 anos e ando no 9º ano, a minha professora de geografia propôs à minha turma realizar um trabalho sobre um país á nossa escolha. Por curiosidade de coisas mínimas que lia acerca da Noruega (que era um país organizado, com pessoas que respeitam as regras impostas pela sociedade etc.) decidi fazer o meu trabalho sobre a Noruega (visto que era assim tão diferente de Portugal).
Procurei na net e nada de jeito aparecia até que achei o seu blog, e digo-lhe que sem dúvida foi a minha salvação (:
tive toda a tarde a ler todos os seus posts para ficar a conhecer bem o país que vou retratar. Fiquei a saber o básico e só baseando-me no que aqui li estou prestes a finalizar o meu trabalho, inclusivé acrescentei nas tradições a "palitagem" e coloquei lá o relato que você fez do seu director e um cliente (: , também lá deixei o seu blog para quem quiser saber mais.
E a sua secção de músicas deu-me a ideia de gravar um disco com músicas da Maria Mena, e Madrugada e pôr à parte as suas letras. Visto que os trabalhos vão ser expostos sempre é mais interessante ouvir um pouquinho de música moderna do país retratado.

Desde já os meus parabéns pelo blog, está fenomenal e ajudou-me bastante (:
(tinha mesmo de deixar um comentário :b)

MARIA HELENA disse...

esta muito fixe o teu blog eu adorei tudo o que escreveste e tambem gostei muito das fotos
beijos gandes e tambem ao tio L...

Gabriel Reis disse...

Os vizinhos quando são odiados, a melhor maneira é rebentar-lhes com a caixa do correio e o fim do ano é a melhor altura para isso e com tantos foguetes á venda pois na Dinamarca(não sei se é assim também na Noruega e Suécia) por exemplo cada dinamarquês gasta em média 50 euros em foguetes para rebentar no céus no fim do ano. Por isso já podem imaginar o fogo de artificio á meia noite por todo o lado (dinheiro esturricado nos ares, mas enfim para que serve o dinheiro para os Dinamarqueses se não for gasto?), de certeza que esse vizinho não deve ter muitos amigos perto.
Estes escandinavos têm um orgulho intrinseco em ser cornudos (no bom sentido) tudo á volta dos seus paises é estrangeiro e arcaico, faz parte da cultura dos Clans Vikings.
Conselho: compra um caixa barata, que o vizinho vai querer vingar-se no próximo fim de ano na caixa da "cave woman" IOI.
Cumprimentos da Dinamarca

Eduarda Magalhães disse...

Olá Sofia

Obrigado pelo elogio e, por ter sido inspiração para o teu trabalho, mas podias-me ter perguntado antes de o fazeres.
Não sei é se devias ter colocado no trabalho descrições tão promenorizadas, como por exemplo, o do meu director criativo. :-/
Já por isso não uso nomes, pois seria uma invasão de privacidade, e não quero isso.

Não sei se a "palitagem" é tradição, mas que o fazem bastante, fazem.

Não me leves a mal, e ainda bem que gostas de o ler.
Volta sempre :)

Olá Gabriel
Ai deles!!!!!!! Ai deles que me rebentem com a caixa, que eu digo-lhes!!!! Eu sou do Norte, carago!!!!
:)

Sofia disse...

Ok , peço desculpa. Eu retirei a referência ao blog e a história da palitagem.

Luciana Håland disse...

Talvez pensem de Portugal sem nunca lá ter ido, a mesma coisa que portugueses pensam dos países do "terceiro mundo", sem nunca lá ter estado. Até acredito que esse termo países de terceiro mundo é um termo ultrapassado. Mas não entendi o que quiseram dizer no blog e nos comentários a cerca de.
Bom mesmo é conhecer o mundo(mesmo que seja através de pesquisas, salvo se não houver condicões de viajar mundo à fora) e as pessoas, de uma forma aberta, antes de formarmos conceitos, ou seria pré?
Pois bem, tinha eu uma imagem péssima dos portugueses, após conhecer e me relacionar com vários, mas fui a Portugal e fui bem tratada, depois disso vi que os vários que eu conhecia ainda não eram todos, sendo assim mudei meu conceito pre-concebido.
Palitar dente não é tradicão norueguesa, isso pra estudante do trabalho, alguns palitam outros não. Como não deve ser costume português apesar de ter vistos muitos o fazendo. Como também não é costume no Brasil,mas muita gente faz uso, às vezes nem pra palitar, mas pra pensar com o palito na boca. Seja lá o que for acho feio.
Legal seu blog, sempre visito.
Bom final de semana
Luciana

Astor disse...

oh oh oh!
cabum na caixinha?!

lol!