sexta-feira, 10 de outubro de 2008

contras de estar na Noruega

.
1 Engordei! (será por me sentir feliz?) :)

2 Saudades dos meus pais (filha única, sim, e mimada, sim, eeeee?????)

3 Saudades do Mooch (o meu cão)

4 Saudades de tomar café ao Sábado de manhã com a minha mãe

5 Gostava de ver os filhos dos meus amigos crescerem...e não posso :( (e foram alguns os que tiveram filhos este ano e no ano anterior)

6 Escusado será dizer, dos amigos

7 É dificil fazer amigos noruegueses

8 A falta de bons restaurantes, ou antes, de boa comida, ou antes, de boa cultura culinária :)

9 Hum... assim de repente não me lembro de mais nada...

O saldo até nem está nada mal.

8 comentários:

Minhas vidas disse...

Adorei o blog, parabéns!
Compreendo muito bem as tuas saudades, sei bem o quanto dói, tem dias que a dor aumenta e noutros diminui.
Essa saudade não passa, tem dias piores e outros mais leves.
Quem sabe vamos ainda te visitar.
Fica bem.
Beijos
Valéria

maria disse...

Eduarda

só hoje pude ver os teus últimos posts e adorei o fim de semana, o teu claro ! LOL

quantos aos teus contras de estar na Noruega:

se eu conseguisse recordar-te os contras de estar em Portugal, sem entupir a rede, verias que os de estar aí, são peanuts!

e claro que o ponto 1 vs o ponto 8, confirmam a tua suspeita...estás mesmo feliz!! AINDA BEM.


* m

Hyde disse...

O saldo está optimo... Um T2...
A Noruega é fixe porque estás cá tu e tem bacalhau!

PsiPages disse...

Acho que apesar dos contras que enumeraste pareces feliz aí e isso é que importa :)

Agora tens de fazer uma lista das coisas boas que tens na Noruega :)

Beijinhos

Anónimo disse...

As saudades são muitas, mas se assim não fosse algo estaria mal... Muitos beijinhos

Laurentina

Ana disse...

Já reparaste que "apenas" mencionaste o que é provavelmente o melhor que a vida tem? :)
Também saí de Portugal e vim para a Alemanha. Estou na mesma situacao que tu. Sei do que falas.
Também já fiz essa lista, mas chego sempre à mesma conclusao: quero e vou regressar a Portugal. Entao porque estou na Alemanha? Porque nao vou já? Porque parti em busca de algo que não tinha no nosso país. Pensei que fosse pelo dinheiro, pelas más condições de trabalho (que facilitou a minha decisão!), mas não... Agora que já passou um ano, posso dizer que saí, porque senti que precisava de ver outros sítios, aprender como se trabalha na minha área noutro país, Ver para além da fronteira que nos cerca (Atlântico e Espanha), etc.. E sinto que ainda não está na altura.
O balanço? Positivo, claro. E enquanto a balança pesar para esse lado, por aqui ficamos. Até o dia do regresso.

Eduarda Magalhães disse...

Valéria: :) Serão bem vindos!

Maria: Sim, vive-se tranquilamente :)

M.: ♥

Psipages: Sim, hei-de fazer.

Laurentina: É bom sentir saudades :) Porque há sempre o regresso.

Ana: Adorei o teu blog. Ainda não o vi com a atenção que merece, mas despertou-me muita curiosidade.
Pois, como já referi anteriormente saí porque não me sentia feliz, precisei de mudar. E claro que também hei-de regressar, sem data marcada. :)

Graça disse...

É só saudades!...Beijos!