domingo, 17 de agosto de 2008

mais actualizações

.
Durante a minha estadia em Portugal, consegui vender o meu carro. Por um lado, fiquei triste, porque gostava muito do meu "bicho" (um Lupo), por outro, estou feliz porque é menos uma preocupação que tenho. Logo depois do meu regresso, consegui arrendar a minha casa, então aí fiquei muito, mas muito mais feliz...Ora lá se vão as preocupações todos os meses de transferir dinheiro para Portugal e as despesas diminuiram a olhos vistos, e por aqui nestas bandas, viver custa. Embora ganhe bem, há despesas que são fixas e que não são tão poucas assim. Mas tendo agora mais disponibilidade, ora pois, vou aproveitar mais o País e tentar conhecer a sua beleza. O M. tem agora novo horário, trabalha muito menos horas, e por isso muito mais disponível para mim :)

Hoje, regressei à ilha de Merdø, onde já tinha estado com a S. e o P., onde fizemos praia e de onde a S. trouxe uma "recordação" um pouco dolorosa. Pois bem, o M. ainda não tinha tido o prazer de conhecer esta ilha lindissima. Nesta ilha existe um café, só aberto durante os 3 meses de Verão, e por sorte, hoje era o ultimo dia da "season", onde comemos, que vos posso garantir, a melhor comida até agora nas Terras de nossa Majestade. Um peixinho frito (receita holandesa) e a especialidade do dono do café, uma sopa de peixe deliciosa, de bradar aos Céus!



4 comentários:

claudia disse...

...pelo aspecto...nem precisa comentarios!!!!

Anónimo disse...

Olá Eduarda. Andando eu ultimamente em frenéticas pesquisas sobre a "Terra do Norte" (até arrepia..!), dei de caras com este blog, e adorei o que vi até agora.Interessante, divertido, fascinante e "assustador".Passo a explicar o assustador:num futuro próximo (setembro?), eu e o meu namorado pensamos ir para a Noruega trabalhar.E claro está, há uma série de coisas que dão um certo friozinho na barriga quanto ao que o futuro reserva, e ao ler o blog, imaginei como será chegar, estar,viver aí, entrar no ritmo...Há-de correr bem. Muita força para vocês os dois, e sucesso. Ah,para que saiba, devem estar bem melhor aí de clima do que nós por cá, os dias andam muito feinhos, e calculo que no POrto estejam um pouco piores. Falo por experiência própria,nos últimos quase-dois-anos vivi em Braga e ia frequentemente ao Porto (que adoro!hum, peixinho grelhado em matosinhos!) e o verão não abundava por ali!Cumprimentos, Paula

Eduarda Magalhães disse...

Olá Paula

Que bom saber que o meu blog tem efeitos positivos :)
Pois bem, estamos bem aqui na Terra do Norte, e não é assustador. Apenas a ideia de "mudar" é que se torna assustadora :) Tem sido bastante boa a nossa adaptação (só estamos cá desde finais de Janeiro).
Fico contente por saber que os portugueses estão a arriscar. Tem que ser! Não é nada doloroso (e fala uma filha única, mimada...que até doí) :)
Mas Paula, se quiser informações, disponha.
Eduarda

paula disse...

Olá de novo Eduarda, e obrigado pela disponibilidade.
A ideia de ir para o estrangeiro sempre me fascinou, mas a verdade é que neste momento, tendo em conta que não temos ainda nenhuma oferta de emprego e gostaríamos de partir em setembro/outubro, começa a dar um nervosinho..!
Ainda bem que a vossa adaptação está a correr bem, e pelo que pude perceber por alguns posts, são mais os pontos positivos que os negativos e estão ambos satisfeitos. Ainda bem que assim é, e de facto soube-me bem ler as suas experiências, provavelmente iremos passar por algumas delas.
Gostaria de facto de lhe colocar principalmente uma dúvida, quando foram para aí já tinham emprego certo, ou procuraram depois de chegarem? É que neste momento andamos a procurar empresas e enviar curriculos via mail, mas não sei se seria mais fácil estando já aí. Como foi convosco?
Outra questão tem a ver com a língua, é recomendável apredê-la, não é? Muitos dos sites estão em "nynorsk", que não é propriamente uma língua muito familiar, digamos..!Creio que a maioria das pessoas fale inglês, mas talvez ajude falar o norueguês, suponho.
Uma outra questão (esta de carácter meramente psicológico!), como são as horas de sol no sul do país?Existe alguma época do ano em que sejam poucas(entenda-se,menos de 8)? Se quiser pode não responder honestamente ;)
Cumprimentos, bom trabalho e boa estadia,
Paula